Papo de homem

papo de homem

Depois do trabalho de constelação familiar de ontem, onde havia mais homens que mulheres, e fizemos um trabalho de cura para o masculino agressivo, violento, irracional e ferido… este texto caiu como uma luva… Chegou a hora de nos prepararmos para merecermos nossas companheiras, de verdade. Como homens, de verdade… Saindo, definitivamente, da saia da mamãe… Para bom entendedor…

“A sua namorada levantou uma série de questões pertinentes. O mais fácil seria mudar de namorada, mas sugiro que olhe para esta moça como uma amiga que lhe disse algo absolutamente sincero e autêntico. Sinta-se grato para com ela e comece a mudar. O grande dia da sua vida será aquele em que a sua namorada o considerar substancioso e interessante. Não seja um covarde que muda de namorada cada vez que surge alguma perturbação.
Vocês teve a sorte de encontrar uma moça com bastante compaixão.(…) O que é que você fez para deixar de ser chato? O que é que você fez para declarar a sua independência? O que é que você fez para deixar de ser vítima? Chegou a altura de fazer alguma coisa. Você ficará para sempre agradecido à sua namorada.
Gostaria de dizer à sua namorada “Continue a criticar o seu companheiro até que esteja satisfeita: até ele deixar de ser chato e se tornar bem substancioso, profundamente interessante, divertido e constantemente feliz.Pode perdê-lo em algum momento no caminho da vida, mas ele estará preparado para uma outra mulher. Se ele continuar a ser da maneira que é agora, acabará por se torturar a ele próprio e por fazer o mesmo a muitas outras mulheres.”

Osho – O livro do homem

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: