Se o sofrimento chegou ao ápice, entregue-se…

redencao

 

Às vezes, uma fatalidade, uma doença grave, um longo período de escassez, uma desilusão amorosa, a perda de alguém querido, a aposentadoria ou perda de um trabalho, decepção com o caminho espiritual, algo assim joga você no mais profundo abismo escuro. Você se sente como se tivesse perdido uma parte de si. Acha-se sem chão. Sem confiança. Talvez até sem força para viver. Os valores que o guiavam pela vida deixam de ter sentido. Família? Casamento? Dinheiro? Carreira? Sucesso? Política? Elevação espiritual? Missão?

Pode ser que até você seja tentado a andar no caminho oposto, e faça movimentos contra tudo aquilo que acreditou até então. E este processo é absolutamente natural.

Se você se encontra neste momento, talvez sem perceber, está a um passo da abertura de algo realmente grandioso, dentro de si: a fé!

 

O convite é ir além de meia-dúzia de crenças que guiaram a própria vida. A maior parte destas crenças, contaminadas pelo sofrimento, pelo peso, pela cobrança, pela competição, pelo orgulho, pela avareza, pelo fracasso… energias herdadas de quem você aprendeu a carregar estes pesos. Papai, mamãe, sistema familiar. Você está sendo chamado a despir-se de tanta bagagem. Esvaziar sua mente, suas emoções. Deixar suas dores caírem, uma a uma, no chão. Sentir plenamente a sua impotência, e render-se. Este processo é doloroso. Mas necessário. Você, assim, irá conseguir ficar em paz com seu passado. Em paz com sua história. Em paz com as dores ancestrais. Em paz com seu pai e sua mãe. Em paz com Deus.

 

Até hoje você acreditava que estava mandando na sua vida. Nas suas relações. Na sua vida financeira. No seu corpo. Na sua família. Na sua compreensão espiritual. Agora, Algo Maior irá conduzi-lo. Somente alguém que conduziu a própria vida, e depois frustrou-se por não ter sentido a realização plena, terá a possibilidade de deixar-se ser conduzido. Você deverá ter tentado de tudo, tudo mesmo… para saber conscientemente que não tem nenhum poder…

E neste momento, pedir: por favor! Conduza-me! Mostre-se! Estou cansado de tanta decepção… se você diz que é Amor, então, venha! Preciso ser amado! Preciso me sentir pleno. Preciso me sentir pleno contigo!

Entregue-se. Entregue-se àquilo que vier. Sua mente acha que talvez venha a morte. A separação. O abandono. A pobreza. Sua mente não sabe de nada. Você a seguiu até agora, e chegou onde chegou. Deixe que Algo Maior o conduza. Confie. Pare de tentar resolver. Se você tentou de tudo, dobre-se. Diga a si mesmo: venha o que vier, eu estou aqui. Eu confio. Faça de mim instrumento de Vossa paz. O momento da redenção chegou…

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: