Constelação empresarial, financeira e profissional em Brasília!

 

constelacao empresarial financeira e profissional2

Como empreendedor, tenho que reconhecer que, antes de ver meu trabalho decolar, convivi com inúmeras crenças, padrões de comportamento e questões emocionais que me faziam um péssimo administrador, desfocado, sem energia suficiente e com a sensação de que eu não era merecedor do sucesso… A constelação sistêmica (assim como outros trabalhos, como a psicoterapia, caminhos espirituais, coaching, PNL, meditação) me auxiliou a ir deixando esta identificação com o insucesso familiar para trás. E a partir disso, também pude obter na constelação estrutural uma aliada para organizar meu planejamento, arejar as ideias, determinar futuras ações… é esse trabalho que apresento a você, neste momento!

Nesta próxima quarta-feira, estarei conduzindo uma vivência de constelação sistêmica onde o tema é a “empresa, finanças e vida profissional”…

29 de março de 2017 (quarta-feira)

Constelação Empresarial, Financeira e Profissional em grupo ( 4 vagas ) – das 15 às 21h

Valor sugerido para constelar: R$ 400,00

Valor sugerido para participar: R$ 50,00

(Farei até 4 constelações, escolhendo no dia as questões de acordo com critérios terapêuticos, dentre todos que desejam “constelar” – colocar um problema pessoal para ser visto sob o olhar sistêmico)

Informações e inscrições: Espaço Despertar para Crescer – Universo Holístico

florbrasil.newtonlakota@gmail.com (61) 99976-7740 VIVO / Whatsapp (com Newton)

Local: Espaço Despertar para Crescer – Universo Holístico
Condomínio Verde

Rua Quaresmeiras – casa 11 SHJB (Setor Habitacional Jardim Botânico)

Como os sentimentos escondidos dos pais influenciam a vida profissional e financeira dos descendentes (vídeo)

 

Alex Possato conta como a trajetória frustrada do seu pai influenciou a própria vida. Seu pai  iniciou na carreira profissional de jornalista com sucesso precoce, mas gradativamente foi decaindo de patamar, e finalizou sua vida sem patrimônio, sem realização, sem saúde e dependente. Este padrão de frustração também foi vivenciado pelo avô paterno, que de formas diferentes, viu seu extremo talento para muitos caminhos não se concretizar em sucesso e reconhecimento.

Como descendente desta linhagem masculina frustrada e fracassada, Alex, desde muito jovem trabalhou, mas não encontrava o caminho profissional; tudo que fazia ia até um ponto e caía…  A partir de processos terapêuticos e trabalhos de coaching, e principalmente através da constelação familiar sistêmica, entrou em contato com a repetição do padrão doloroso de não se realizar, não se sentir um homem pleno, um homem que não pode cumprir seus compromissos, com vergonha de si e dificuldade de encarar esposa e filhos. Finalmente, a terapia auxiliou a lidar com esta vergonha, ficar em paz com o fracasso e modificar o padrão. Desta forma, naturalmente um caminho novo e próspero começou a se delinear.

[https://www.youtube.com/edit?o=U&video_id=AMOGnLTzrHo]

Os aprendizados na selva, com papai

FB_IMG_1489684350292

Quando fiz 10 anos de idade, papai me deu de aniversário uma caminhada pela Serra do Mar, onde atravessaríamos de São Bernardo até o litoral, com direito a dormir no meio da mata atlântica, ao relento. O trajeto foi conduzido pelos policiais do COE, sob a batuta do austero Capitão Pazzelli… Entre meninos do orfanato, eu, meu irmão e os dois filhos do capitão, além dos soldados, éramos um grupo de 40 ou mais…
Fomos divididos em três setores: vanguarda, centro e retaguarda, cada um conduzido por um oficial. A ideia era que, durante a caminhada, pudéssemos estar em contato, os três grupos, um cuidando do outro. O da frente abrindo caminho. Este grupo necessitava de pessoas fortes, destemidas, preparadas. O do meio, com as crianças menores, sendo de certa forma protegido pelos dois outros, e responsável por carregar os maiores pesos e guardar as provisões. E o de trás, dando cobertura, protegendo aos dois da frente.

Jamais esqueci este presente. E os significados que levo até hoje. O quanto é importante sabermos, na nossa vida, em que lugar estamos. Às vezes somos requisitados a abrir a picada. Exige força, perseverança, tenacidade… Mas isso só tem sentido porque atrás virá um grupo maior, que poderá andar com mais facilidade.
O grupo do meio, extremamente importante também, porque levava as provisões. E por isso precisava ser bem protegido. Me faz pensar que, quando estamos construindo nosso patrimônio, criando nossos filhos, é necessário esta proteção. O lar pode representar este batalhão, onde os aventureiros que partiram podem retornar para descansar, cuidar de suas feridas e se alimentar.
E a retaguarda, protegendo a todos. Cuidando daqueles que ficaram para trás. Colocando um freio no ritmo dos soldados da vanguarda, quando eles aceleram exageradamente, fazendo com que todo o grupo se disperse.

Foi exatamente isso que aconteceu. Os grupos se dispersaram. E o experiente Capitão Pazzelli, comandando a retaguarda, subiu numa elevação, para poder observar onde estava. E onde estavam todos. Incumbiu um soldado para estabelecer comunicação via rádio. Aglutinar a tropa novamente.

Esse é outro aprendizado que jamais esqueci. Às vezes nos perdemos nos nossos objetivos. Nos distanciamos das pessoas amadas e daqueles que servimos através do nosso trabalho. Quiçá nos perdemos através de distrações: sexo, namorados, bebidas, farra, preguiça, trabalho demais e desnecessário… Esquecemos que a nossa participação nesta vida só tem sentido quando andamos em grupo. E vivemos pelo grupo, fazendo aquilo que nos foi incumbido de fazer. Então, a lição é: pare! Vá para um lugar onde se possa ter uma visão elevada. Do todo. Toda a vida. Todas as pessoas importantes. Onde estamos. E então, chame a todos. Reúna a tropa novamente.

Obrigado papai, por ter sido o veículo deste aprendizado!!!

Constelação em grupo em SP, com Alex Possato

sp-mar_2017

 

Amanhã estarei retornando aos grupos de constelação familiar em São Paulo, agora em novo endereço, pertinho do Shopping Paulista!
O que tenho pra compartilhar com você, além do trabalho poderoso que é a constelação sistêmica?
Tenho aquilo que vivo, no momento presente… uma possibilidade de desaceleração real, uma abertura de janela para que possamos observar a nossa vida, nossos caminhos profissionais, nossas relações, mas, principalmente, nossa mente e emoções, sem entrar na “noia” aprendida.
Uma possibilidade de sairmos dos padrões condicionados, aprendendo a não reagir no primeiro impulso, percebendo os diversos convites que o mundo nos traz.
Trabalho com muitas pessoas que trazem seus diversos problemas para a terapia: relações conflituosas, baixa estima, dificuldades financeiras, confusão mental, desequilíbrios diversos… E a constelação muito cedo demonstra que todos estes padrões são também do papai e da mamãe. Do vovô e da vovó. Meu e seu. Longe de querer eliminar a qualquer custo estes desafios, somos convidados pela terapia sistêmica a olhar. Simplesmente olhar. Que é o primeiro passo do Amor. Eu vejo você. Só isso. Por mais desconfortável que possa ser. Ou por mais confortável que possa ser.
O olhar dissolve o vício que temos ao olhar os problemas, como problemas… O olhar abranda o conflito. O olhar acalma o coração. O olhar permite a paz.
Constelar, falando assim, pode parecer muito poético. E para mim, é! Porque terapia não é trabalho para curar doentes. Mas sim, um caminho para despertar o amor.
Alex Possato

09 de março de 2017 (quinta-feira)

Constelação Familiar em grupo ( 5 vagas ) – das 15 às 21h


Valor sugerido para constelar: R$ 400,00

Valor sugerido para participar: R$ 50,00


(Farei até 5 constelações, escolhendo no dia as questões de acordo com critérios terapêuticos, dentre todos que desejam “constelar” – colocar um problema pessoal para ser visto sob o olhar sistêmico)


Informações e inscrições: atendimento@alexpossato.com

Local: Espaço Maestro
Rua Maestro Cardim, 1170 – Paraíso – São Paulo (ao lado do Shopping Paulista, 10 minutos do metrô Paraíso ou Vergueiro)

Tornar-se facilitador de constelação familiar – parte 3 (vídeo)

alex possato2

 

Olá, gente! Este é o último vídeo da série de 3 que separamos no nosso canal Constelação Essencial, no Youtube, dando 4 itens importantes para a pessoa que deseja se tornar um constelador.

Falamos agora dos últimos 2 tópicos que guiam o aprendizado da pessoa que deseja ser facilitador de constelação familiar:
a) O entendimento profundo das Ordens do Amor e das Ordens da Ajuda
b) Laboratório: a utilização da própria vida e das próprias relações como “campo de experimentação” das Ordens e da Constelação Familiar
O facilitador precisa estudar muito, entender, primeiro intelectualmente, e depois colocar em prática as Ordens do Amor:
– Pertencimento
– Hierarquia
– Dar e receber
E as Ordens da Ajuda são as ordens que regem a “ajuda”, o ato de auxiliar o seu cliente, seja você um terapeuta, advogado, assistente social, sacerdote ou outra pessoa que utiliza a constelação familiar sistêmica como instrumento: é importante verificar se estamos realmente ajudando a pessoa que desejamos ajudar, dando força para que ela siga por si mesma na vida, ou se estamos tirando a força, tornando-a dependente e fraca.
E para que possamos entender profundamente as Ordens, é necessário analisarmos a nossa própria vida: nossas relações familiares, afetivas, profissionais, e perceber onde estamos fora do nosso lugar, onde deixamos de ser filho em relação aos pais, ou onde transferimos nossas dores e emoções distorcidas aos nossos filhos. Onde nos percebemos como pai ou mãe nas nossas relações afetivas, deixando de ser parceiros. E assim, podemos ir ajustando nossa participação nas relações, tornando-nos mais leves, mais felizes, mais livres…