Qual é a sua questão?

2015-04-22 07.11.58

Em geral, quando a pessoa que está na minha frente ouve esta pergunta, tem a tendência de contar uma história. Uma longa história a respeito do seu problema. Que é bem sério, afinal, ela veio procurar uma terapia. Quando estou atendendo individualmente, ouço mais. Sei que o sujeito precisa falar: ele não tem ninguém geralmente que o escute, que entenda o quanto aquela situação está perturbando. Mas tenho que dizer uma coisa: ouvir o problema não resolve muita coisa. Apenas alivia. E esta não é o foco da constelação familiar sistêmica. O foco do trabalho é penetrar profundamente no sistema familiar, e identificar o ponto de exclusão que existe dentro da pessoa – que é um resultado absolutamente programado de todo o seu histórico familiar – jogar um pouco de “luz” nas dores emocionais que a exclusão provoca e abrir um caminho para a inclusão. Esse é o caminho da libertação e da cura que pode ocorrer. (E olha que tenho visto muitas coisas bonitas acontecendo com os clientes!)

Então, faço outra pergunta:

– toda esta situação que você me contou, provoca o que, emocionalmente? Como você se sente, diante de tudo isso?

Eu preciso, se possível, trazer a emoção a tona. Tudo o que ocorre na vida de alguém é atraído por elas. Atraímos muitas coisas benéficas, e outras que provocam problemas. Como atraímos os problemas, e pra quê? Dentro de nós existem situações emocionais mal resolvidas. Temos medo, e escondemos. Temos raiva e não aceitamos. Temos inveja e fingimos não ter. Nos sentimos superiores, e buscamos pessoas “com problemas” para cuidar. Queremos entender tudo com a cabeça, mas temos muita dificuldade de nos permitir “sentir” as emoções, do jeito como elas são. Achamos que iremos ficar mal, sofrer demais, até morrer, se entramos em contato com as emoções que negamos.

Não é possível estar bem consigo, com sentimentos negados

Emoções é energia. A mesma energia que nos move, nos motiva, nos impele para o amor e a contemplação, é também a energia que, quando distorcida, se demonstra como raiva, medo, agressividade, inércia, etc. Várias linhas espirituais dizem que somos amor.Eu acredito nisso. Mas não é necessário pensar somente do lado espiritualista. Basta entender que viemos no mundo para sermos felizes, dar de si e ter prazer. E que para chegarmos neste estágio, é necessário afinar o instrumento. Que é a nossa mente – racional e emocional, e nosso corpo.

Para podermos viver felizes com o mundo, é importante estar bem consigo. E aí que entra as emoções escondidas. Não é possível estar bem consigo, com tanto sentimento negado. Estes sentimentos estão dentro de si porque, em algum momento, houve um “não”. Seja um não para a nossa criação, para a forma de relacionamento que nossos pais viveram, para o jeito que vivemos com eles e nossos irmãos, um não para os padres, professores, colegas, autoridades. Ou talvez um não que nós não conhecemos, e temos pouco acesso: os “nãos” do sistema familiar. Situações onde houve dores emocionais de fatos do passado que ficaram esquecidas. Temos dentro de nós todos os abortos praticados pelos nossos pais e antepassados. Todas as mortes ocorridas. Todas as traições, roubos, injustiças. E também temos as vitórias, as glórias, as conexões espirituais, as belezas das relações honestas e amorosas verdadeiramente.

As dores emocionais do passado e fatos vividos na nossa família que não foram incluídos, estão dentro de nós e atraem situações que farão com que elas sejam vistas. Se tenho raiva escondida, irei atrair situações onde serei provocado, até explodir. Se tenho, por exemplo, um ladrão da família com o qual estou identificado inconscientemente, posso atrair situações na minha vida onde serei enganado. Ou roubado. Se existem traições afetivas, atraio relacionamentos imaturos, parceiros mulherengos. Estou generalizando, apenas como exemplo: para resolver uma questão, não adianta este entendimento intelectual – é necessário penetrar na emoção, e descobrir por si mesmo “o que está pegando”, certo?

Para quem está vivendo o problema, às vezes é difícil entender, mas eu falo mesmo assim: todos estes problemas estão nos convidando a ampliar nossa capacidade de amar. Quando trabalho, através da constelação familiar, minhas questões emocionais, subitamente percebo que posso incluir em meu coração os roubos, mortes, crimes do passado. E todas as pessoas que, por algum motivo, foram excluídos devido aos seus atos. Ou talvez, devido ao julgamento errado que alguém fez, afinal, temos muita injustiça no sistema familiar também. Quantos inocentes pagam por algo que nunca cometeram? Pois é, querido, você tem um pouco de tudo isso em si. Todos temos, pois todos os sistemas familiares são, de alguma forma, iguais.

Ao reconhecer a dor emocional escondida, você pode, finalmente, fazer o movimento de incluir. Na constelação, através da vivência e de toda a ritualística que ocorre, sua mente emocional compreende. É uma compreensão que vai além da mente racional.  E então, você deixa de atrair o problema. Por isso, para fazer a constelação, seria importante você:

1 – assumir que a causa do problema (e a solução) estão dentro de si;

2 – entender que você é um instrumento para manifestar o amor dentro do seu sistema familiar;

3 – reconhecer que a sua relação emocional com os pais influenciam totalmente a sua vida, e curar esta relação é um passo gigantesco para a liberdade de ser quem você é realmente;

4 – saber que a força, dons, talentos e vida vêm dos antepassados, e você está aqui para honrá-los. Para isso, muitas vezes, é necessário reconectar-se de coração com eles e com a terra dos seus ancestrais;

5 – os acontecimentos repetidos na sua vida que causam desconforto mostram um sistema agindo, uma programação, e são setas que apontam para algo dentro de si que precisa ser visto, incluído, e deixado descansar em paz – os problemas da sua vida são ponto para a sua redenção;

6 – principalmente: abrir-se para as sensações emocionais. A emoção é o canal por onde sentimos dor, raiva, mágoa, mas também é o mesmo canal pelo qual sentimos amor, satisfação, plenitude.

logo alex possato 4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s