cabecalho viagens

O nômade interior

Viajar por terras distantes, no Brasil e no mundo, é um sonho de criança. Sem dinheiro, filho de uma família fragmentada, meu passatempo preferido era viajar nos livros, nos relatos de pessoas que tinham explorado tantas culturas, aberto tantas fronteiras por este planeta afora… E eu pegava carona nas viagens deles. Até que cresci. E de pequenas “fugas” aqui e ali, não muito longe da minha cidade de origem, aos 24 anos fui “convidado” pela vida a morar no Japão. Retornar à terra dos meus ancestrais maternos. Sem saber, estava sistemicamente resgatando a história, as dores, as conquistas, a espiritualidade e a coragem destes bravos imigrantes, que vivem dentro de mim.

E desde então, tenho ouvido muitos convites para conhecer outras terras e me conectar com, talvez, outras raízes desconhecidas do meu sistema: Peru, Bolívia, Índia, Espanha, México, Argentina, Chile. Lugares com conexões religiosas, espirituais, históricas e arqueológicas profundas. Sou movido por estes chamados, e a cada jornada, algo profundo dentro de mim é desperto. Torno-me um “outro ser humano”. Não melhor, mas eu diria: mais amplo. Algo maior me guia. As jornadas são sempre um caminho de cura e autoconhecimento.

20180110_164735Ao meu caminhar, uniu-se a energia, conhecimento e espiritualidade da minha companheira Lu Cerqueira, que da mesma forma, sem perceber, foi sendo levada desde jovem a diversos recantos do Brasil e do mundo, tendo contato e intensa troca com os diversos povos e tradições que compõem a sua ancestralidade… para então também se sintonizar com a energia da peregrinação, quando realizamos, juntos, o Caminho de Santiago de Compostela, jornada onde percorremos oitocentos quilômetros a pé, cruzando o território espanhol desde os Pirineus até a costa do Atlântico.

O universo veio nos preparando, sem que tivéssemos noção, para poder compartilhar com você nossas experiências com jornadas de autoconhecimento.

Alex Possato

O que é jornada de autoconhecimento?

20150525_181233Existem alguns caminhos e regiões que possuem um significado para sua alma que você mesmo desconhece. São lugares no planeta onde, por alguma razão, você está conectado. Sabe aquela sensação que às vezes ocorre, quando entramos numa casa ou chegamos a uma cidade e sentimos: já estive aqui antes? Já ocorreu de você ser tomado por uma sensação de deslumbramento e êxtase ao, simplesmente, observar uma paisagem, um cenário ou caminhar por uma rua?

Lugares assim têm o poder de nos relembrar quem somos. Nos conectar com a força, a fé, a alegria, a paz, a coragem, que em algum lugar do passado foi esquecida. Despertar-nos para um laço de profunda ligação afetiva, familiar ou espiritual que estava adormecida. Estes lugares nos chamam, de diversas formas. É comum que durante anos, décadas, ouçamos este chamado. Outras vezes, sentimos um impulso irresistível de seguir numa viagem e nem sabemos exatamente o porquê. Mesmo traçando planos e metas, a jornada de autoconhecimento tem o tempo certo para acontecer. E quando é o momento, quando o tempo da aprendizagem e da revelação chega, conseguimos dizer sim! Porque o universo também diz sim, e nós estamos prontos para agir em prol deste sonho.

Como uma jornada de autoconhecimento age em você?

20150511_114853A jornada é como um grande tarô vivo, dando-lhe ensinamentos o tempo todo. Que começa antes do embarque: Desde a forma como nos organizamos ou não para realizar esta meta. Todos os acontecimentos envolvendo o financiamento da viagem, a companhia que irá com você, a saúde física, mental e emocional, o desapego ou apego aos trabalhos, família, amigos, animais de estimação, bens materiais…

E aí, a jornada em si. O embarque. O que acontece na viagem. A companhia e a relação que tecemos com as pessoas. As frases ditas – ou lidas, que fazem muito sentido para nós. O que é visto. A nossa reação diante do clima, da alimentação, da cultura. A forma como nosso corpo, mente e emoções se manifestam neste período. Nossa capacidade de extrair prazer (ou não) durante a jornada.

E finalmente, resultados que se demonstrarão muito tempo depois: insights inúmeros, aprendizados, mudança de comportamento, ressignificação de crenças e atitudes, amigos novos: uma jornada de autoconhecimento jamais é esquecida! Ela continuará viva, pois ela era a “sua experiência a ser vivida”. Especialmente sua!

Um “direcionamento” ao seu trabalho interno

20170226_112056Para apoiar no seu trabalho interno, Alex Possato e Lu Cerqueira utilizam a experiência que possuem como terapeutas e facilitadores de workshops e vivências em grupo para propor investigações internas, meditações, yoga, estudos dirigidos, além de trabalhos de constelação sistêmica em grupo e dinâmicas durante as jornadas.

O seu trabalho é guiado, para que você tenha confiança na entrega à jornada, podendo obter os mais proveitosos resultados pessoais.

PRÓXIMA JORNADA! ISRAEL 2019 – CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!

flyer novo

%d blogueiros gostam disto: