A família do outro

04_01_2019

 

Você já reparou como é fácil apontarmos o dedo para a família dela(e) e ficarmos muito chateados com o jeito do cunhado, o vício do sogro, a imposição deste ou daquele? Olhamos os que fracassam, e criticamos. Olhamos os que são bem sucedidos, e temos também reclamações. Temos medo de olhar de frente aquelas pessoas problemáticas, com doenças graves ou desequilíbrios.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Tudo isso que aflora quando estamos em contato com a família do outro são caminhos para aprendermos a incluir situações do nosso próprio sistema familiar que nem temos idéia. Diz Bert Hellinger, em Amor à Segunda Vista: “​A relação de casal é o que mais nos molda. Somos educados através dela. Nela renunciamos passo a passo a nossas ilusões e, exatamente por isso, estamos ligados a algo maior.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Como se alcança essa ligação? Concordando com o mundo como ele é. Concordando com as diferenças como elas são. Despedindo-se da idéia de uma coisa ser certa e outra pior ou errada. Nós nos desenvolvemos à medida que reconhecemos, no decorrer do tempo, que aquilo que a princípio consideramos adverso é diferente sim, porém possui o mesmo valor”⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Vivenciei e vivencio isso diariamente. Como é rico olhar para os aspectos que nego! E quantas vezes acabo percebendo que aqueles aspectos remetem a situações que aprendi a rejeitar na minha própria família! Assim, posso abrir meu coração e colocar-me na intenção de permitir estas diferenças, ao invés de reclamar e combater.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀#constelaçãofamiliar #constelaçãosistêmica#terapias #frasesinspiradoras #reflexão#inteligênciaemocional #exercíciosistêmico#curadaalma #terapiaemgrupo